Faz vários anos que os departamentos de marketing tradicionais vêm atualizando as suas práticas correntes a fim de se adaptar às novas tendências da era digital. Dessa forma, os blogues, o marketing de conteúdos, as redes sociais, e o marketing de emoções formam parte integrante da estrutura organizacional. 

É importante salientar que a principal caraterística da web 2.0 é a sua capacidade de se reinventar e mudar segundo os interesses do público de um determinado lugar e momento histórico. Assim, é fundamental que o profissional que tenha a tarefa de criar as campanhas de marketing digital seja:

Curioso das novas manifestações do público, para poder pré-visualizar antes de todos os outros as mudanças

– Analítico ao momento de medir resultados, mas acima de tudo

– Um profissional de marketing digital deve confiar plenamente nas suas estratégias que darão bons resultados nos objetivos propostos.

Mas embora tudo esteja dando certo, existem alguns erros que para conseguir repará-los podem levar muito tempo, esforço e dinheiro e em alguns casos jamais poderá conseguir a mesma reputação que tinha no começo.

É por isso que queremos lhe mostrar 5 erros práticos que podem ser evitados para conseguir uma ótima performance nas suas campanhas de marketing digital.

1: Não contar com especialistas qualificados

O primeiro problema das empresas é quando chega a hora de contratar ao responsável da marca na mídia digital.

Desta situação surgem duas variantes:

Por um lado ir por um novo talento que tenha vontade de superação e com uma mente decidida a atingir metas, e por outro lado tem a opção de contratar um profissional com experiência razoável no cargo e que já tenha tido muito sucesso. 

Ambas situações tem suas vantagens e desvantagens como tudo na vida, mas se baseando nesta decisão que será tomada por um responsável de recursos humanos, um CEO ou um Project Leader é que vai depender o sucesso obtido das campanhas. 

Então, é importante, levar em conta que os sistemas acadêmicos atuais e os planos de estúdio vigentes ainda não foram atualizados de forma completa, conforme com as demandas do mercado.

Existe a teoria, mas, não se asemelha em tudo com a prática que a empresa pode precisar. É por isso que na hora de contratar pessoal recém formado é importante a formação que tenha a ver com o digital com masters, cursos e outras propostas de instituições reconhecidas, para verificar que a pessoa sabe e compreende os conceitos que deverá pôr na prática.

O benefício do perfil de um formado, na procura dos seus primeiros empregos é sem dúvida nenhuma, alguma paixão e vontade que colocará na sua tarefa de todos os dias. A rotina será para eles um desafio, e a vontade de crescer prevalecerá perante os problemas que surgirão ao longo do tempo.

Um profissional com mais anos de carreira e experiência começará a partir do dia zero a ser produtivo, e planejará perfeitamente as suas estratégias. Talvez a sua única desvantagem seja que o impulso e a motivação estejam mais fracas posto que já tem realizado essa tarefa anteriormente.

Na mídia digital é fundamental essa ousadia e energia para tomar ações e correr riscos.

Em conclusão, não existe a equação perfeita para contratar um profissional de marketing digital, mas o principal da qualidade do trabalho permanece inalterável.

2: No delimitar um plano de ação

Eduardo Galeano dizia:

“Para que serve a utopia? Serve para caminhar”

em marketing as estratégias servem para caminhar e se adaptar às diferentes situações sem perder o foco dos objetivos.

Sem uma correta estratégia de marketing, o dia-a-dia e as distrações que depois impactarão negativamente nos resultados finais das campanhas.

Planejar e delimitar estratégias não quer dizer que seja necessário manter uma estrutura rígida e compacta, mas pelo contrário serve para arrumar os passos a seguir nos diferentes marcos temporais.

Imaginem um time de futebol com ótimos jogadores mas sem a presença de um DT quem planeje a formação, os motive, crie estratégias e estimule o rendimento grupal e individual 

Com certeza seria um desperdício de potencialidades, não é?

O mesmo acontece em um departamento de marketing que nâo possui um plano inicial e um controle do mesmo segundo vão se concretizando ou não as metas.

3: Não prejudicar com o exemplo

Como falamos anteriormente, os objetivos das redes sociais e do marketing digital estão marcados pelo próprio público. São os leitores, clientes e consumidores finais quem possuem um papel importante e uma interação com as marcas fazendo que determinado vídeo, podcast ou o conteúdo de um blogue seja relevante e digno de ser compartilhado e comentado. 

Assim como se espera que uma empresa que faz Sites tenha uma página atraente, ou uma firma de roupa de moda procure que seus empregados vistam seus modelos, cada grife deverá transmitir para o público as mesmas verdades e conselhos que mostra na sua web, campanhas de email marketing e publicidades.

4) Não seguir uma “linha editorial”

Uma estratégia digital deve combinar com a estratégia de marketing tradicional.

Um exemplo é uma promoção lançada na mídia, na televisão ou na rádio, como pode ser a venda de smartphones para o Dia do Pai ou outras ocasiões, onde os equipamentos têm preços especiais.

Os centros de venda ao público ou call center depois informam que serão realizados sob determinadas condições, como um abono de um valor mínimo, novas linhas, etc.

O tempo e as ilusões perdidas encontram seu destinatário nas redes sociais, com muitas mensagens negativas pela falta de informação.

A empresa consegue vender seu estoque disponível para esse evento?

Talvez consiga, sim, mas com o passar do tempo a reputação negativa faz que a relação entre custo e benefício da ideia seja totalmente desfavorável, tendo em contra à estratégia digital.

Quando o plano de marketing encontra-se em armonia em todas as mídias utilizadas, as mensagens para os receptores chegam de forma uniforme e correta, gerando confiança, força e retroalimentação entre cada canal.

5) Trabalhar independentemente

As ações afetam indiretamente à empresa, e é difícil que um setor seja independente dessas ações. 

SEO , Equipos de Programação, Área de Tecnologia ou Suporte Técnico, Designers gráficos, logística ou administração e finanças são alguns dos setores que de alguma forma ou outra serâo impactados, e é um erro não levar a sério isso. Quer dizer, não organizar reuniões prévias ou não avisar com o suficiente tempo para que cada área verifique o impacto que poderá lhe causar. 

O primeiro CyberMonday realizado na Argentina foi um fiel expoente desta situação.

 

O Balanço Perfeito nas Campanhas de Marketing Digital

A importância de toda campanha nas mídias sociais é conseguir um balanço perfeito entre o capital humano, um plano de ação que cumpra com os objetivos, os esforços com a equipe e a capacidade de ir incorporando todo o conhecimento nas diferentes áreas da empresa, para depois medir os resultados de forma realista. Ou seja,

 não esperar que chova ouro ue llueva oro del primer chaparrón, ni dormirse en los laureles de la mediocridad.

Hacer, equivocarse, reestructurar, innovar, romper el status quo, permitirse romper las reglas y tomar las decisiones correctas en el momento preciso son las claves de una estrategia de marketing que los llevará al éxito.