As decisões dos consumidores estão ligadas nas suas emoções mais profundas.

O que queremos dizer quando falamos de amor? Anos e anos de estudo, mecanização de processos, pesquisa e observações das audiências que geram o maior tráfego comercial levaram aos profissionais de marketing a uma encruzilhada onde da única forma que podemos sair bem é revendo as suas estratégias, e compreendendo que o conceito do mundo assim como dos consumidores como parte de uma sociedade diferente mudaram de forma contundente. O empresário e escritor Kevin Roberts, criador do livro titulado “O futuro além das marcas”, introduz de forma excelente o conceito de Lovemarks, entendendo este conceito como a relação de identificação e amor que une aos clientes com aquelas marcas que cativam seu coração. Já não se trata somente de oferecer as melhores promoções, de ter publicidades com milhares de dólares de investimento nem de logotipos ou outros aspectos mais conservadores que ainda hoje continuam vigentes em muitos departamentos de marketing. O principal desafio das empresas se trata justamente de criar laços afetivos com seus consumidores, e de manter uma comunicação personalizada e combinada com o seu estilo de vida. 

 lovemarks infografia definicion significado Imaginemos o papel que o futebol ao redor do muno gera nos fãs. Estão aqueles mais analíticos. Os apaixonados. Aqueles que ficam zangados e criticam. Aqueles que vão ao campo de futebol, e os que preferem ficar em casa bebendo cerveja ou alguma outra coisa. Mas todos concordamos que o futebol é pura emoção. O que prevalece ao torcer por um time, ao sufrir uma derrota ou explodir de euforia numa vitória são as emoções que desde crianças nos ligaram com o esporte mais popular do mundo. Lembranças de churrascos com a família, gols inesquecíveis, peladas de futebol com amigos, mundiais, jogadores, etc. Todas essas experiências ficaram gravadas na mente de cada pessoa, e desenvolveram verdadeiros sentimentos.   Da mesma forma que um esporte ou um hobby acorda emoções, com as marcas pode acontecer a mesma coisa, só se deve saber como utilizá-lo e entender como é o funcionamento das audiências atuais para conseguir desligar-se de práticas obsoletas e com poucos resultados, e encontrar um equilíbrio entre a qualidade dos produtos e dos serviços oferecidos e as emoções que a marca possa gerar nos seus prospects.

Como se identifica o amor na marca?

Para compreender a definição ou o conceito do lovemark, não faz falta observar como os aficionados da Apple, Nike, Ferrari, Samsung, Starbucks, Nintendo, Sony, – entre outras – , não somente consomem seus produtos, mas também os recomendam, os fazem sentir orgulhosos de possui-los, os colecionam, os cuidam e os defendem perante outras pessoas com gostos e opiniões diferentes. Em definitiva, manifestam a mesma euforia e paixão que o futebol quando esperam um lançamento, fazem fila para obter os produtos, sentem hype, ânsias, alegria e devoção por uma nova consola, um smartphone ou um novo local. Todas estas emoções são as que fazem que umas marcas tenham sucesso e se destaquem enquanto outras com qualidades semelhantes sejam esquecidas das mil e uma opções que um mercado hiper saturado oferece aos indivíduos.

Como gerar emoções positivas para uma marca?

Respeitar aos consumidores

O respeito é uma fonte de consideração que dignifica e iguala a outro ser humano. Em outras palavras, o faz sentir parte de um todo e não simplesmente um número que aumenta uma métrica ou realiza uma conversão. Entender que os consumidores são seres humanos, e dai estabelecer uma relação pessoal com eles fará que esse respeito se vire em agradecimento e aceitação para a marca.   Ganhar em qualidade e criatividade Os consumidores estão cansados de ver sempre a mesma coisa. Desejam algo que possa surpreendê-los, que possa tirá-los da sua zona de confort e que ao mesmo tempo possa satisfazer as suas necessidades com detalhes do design inovador. Os membros da geração do milênio, são os líderes desta tendência, e você pode conhecer mais da relação entre os millennials e o marketing aqui.     Manter uma comunicação fluída Através da utilização das redes sociais, nos centros de atendimento ao cliente ou nas lojas comerciais, a comunicação estabelecida com o cliente ou prospect deve estar à altura das exigências de uma audiência cada vez mais crítica, informada e com elementos inteletuais para refutar, objetar e exigir. Os consumidores querem ser escutados depois de uma compra, não querem esperar horas no telefone para serem atendidos pelo pessoal pouco qualificado ou pouco comprometido com o seu trabalho, pedem uma resposta imediata que possa resolver total ou parcialmente a sua dúvida. Em troca oferecem o melhor que uma pessoa possui, seu amor e devoção.

Inspirar com ações e conteúdo

O material copiado, as mesmas mensagens inspiradoras repetidas com diferentes palavras, as publicidades não sumam aos membros de uma geração que espera sentir algo no seu coração quando vê uma mensagem da sua marca preferida. A qualidade, hoje mais do que nunca, se impõe à quantidade, e os conceitos inovadores serão os reis que servirão de inspiração e identificação com as empresas.

Entender aos lovemarks e o seu significado

Para que alguém nos ame, devemos dar amor. O amor é um sentimento de ida e volta que é retroalimentado, se fortalece e cresce, ou decai e morre quando mantém uma relação unidirecional. Este termo quer dizer que aquelas marcas onde prevalece o amor pelo que faz, o amor que é depositado em cada produto, nos empregados que atendem todos os dias e nas ações para suas audiências receberão amor por elas.

A equação é simples, se você quiser que os seus números aumentem sem limites, se quiser amor e excelência você terá lovemarks. 

Ser sinceros

Como falávamos anteriormente, a era digital abriu a possibilidade que em qualquer canto do mundo e em cada instante as comunidades estejam informadas do que acontece nas nossas marcas preferidas. Ser sinceros e pedir desculpas quando surge um erro não fará que a relação fique destruida, pelo contrário a união se fortalecerá. Porque como em uma relação de casal, às vezes são esses pequenos defeitos, ou esses eventos desafortunados que nos deixam mais apaixonados pelo outro. A perfeição é para as máquinas ou os robots. Os humanos querem emoções e que essas emoções sejam principalmente positivas.